News

Christus Muguereza, do México, firma acordo para implantar sistema de gestão de saúde Tazy

A Royal Philips e o sistema de saúde Christus Muguerza, uma das principais instituições privadas de assistência médica do México, anunciam um acordo de longa duração para instalar o sistema Tasy, solução de gestão em saúde da Philips, em nove hospitais de todo o país. A parceria tem como objetivo melhorar a assistência ao paciente mediante uma plataforma de informação inteligente e sólida, que permite tomar melhores decisões em tempo real e promover colaboração entre hospitais.

“Buscávamos um parceiro que compartilha da nossa paixão por melhorar a assistência médica mediante a inovação, e a Philips é a opção ideal”, afirma Juan Galindo, diretor Médico Corporativo da organização de saúde. “Estamos convencidos que o Tasy será fundamental na melhoria da nossa maneira de servir os nossos pacientes e de interagir com a nossa equipe e com outros hospitais dentro e fora da nossa rede”, conclui.

Na primeira fase, serão implementados os módulos do Tasy responsáveis por todo o ciclo de serviços ao paciente e do hospital, conectando os prontuários eletrônicos a todo o sistema, que inclui laboratório, área de patologia e serviços de imagem, entre outros.

“Estamos muito entusiasmados e nos sentimos honrados de associarmos uma instituição líder em assistência médica a nossa iniciativa para melhorar o cuidado da saúde no México”, diz Mark Stoffels, CEO da Philips do México.

O Tasy é uma solução que oferece a administradores de hospitais um acesso integrado a informação, o que permite uma gestão centralizada de todos os processos médicos, organizacionais e administrativos. Também aumenta a segurança do paciente e otimiza a assistência médica com protocolos preestabelecidos. O sistema possui mais de 72 módulos disponíveis em área de prontuários médicos eletrônicos, recursos humanos, administração de leitos, inventário, gestão de sinistros, finanças, faturamento, entre outros.

O software já demonstrou excelentes resultados em clínicas e hospitais do Brasil e México, e está sendo implementado em outros países da América Latina. No Brasil, mais de 40 mil médicos (10% da população médica brasileira) utilizam o Tasy todos os dias.