News

Clínica Mayo seleciona 6 startups para programa de aceleração

A aceleradora da Clínica Mayo e a Universidade do Estado do Arizona (EUA) selecionaram seis startups de saúde digital para seu programa MedTech Accelerator. O programa foi criado para empresas de TI de dispositivos médicos e de saúde em estágio inicial que desejam colocar suas inovações no mercado.

“A seleção inicial do programa consiste em seis startups extremamente dinâmicas com ofertas de produtos que estamos preparando para melhorar o atendimento ao paciente por meio de suas inovações”, disse Steven Lester, MD, cardiologista da Clínica Mayo e diretor médico da aceleradora.

As seis startups são:

BioInteractive Technologies, que está desenvolvendo dispositivos wearables e protocolos para terapia de mão e punho em reabilitação física;

GYANT, que está trabalhando na combinação de mensagens, inteligência artificial (IA) e especialistas médicos para melhorar o diagnóstico e o tratamento de condições que não são urgentes/

Hexoskin, que está desenvolvendo uma camisa para reabilitação em casa que contém sensores embutidos conectados a uma plataforma remota de monitoramento de pacientes;

Life365, que está trabalhando no monitoramento remoto de pacientes para avaliar a adesão dos pacientes aos planos de cuidados em ambientes pós-agudos;

Safe, que está desenvolvendo um aplicativo de saúde sexual que oferece testes de baixo custo, compartilhamento de informações e educação de bem-estar relevante;

Securisyn, que está trabalhando em um dispositivo médico que fornece estabilidade das vias aéreas para pacientes ventilados para prevenir extubações não planejadas;

O programa de aceleração começou em 22 de abril com um programa de imersão no campus da Clínica Mayo no Arizona, com atividades contínuas que podem ser feitas remotamente. A experiência imersiva, que vai até 3 de maio, ajudará os participantes a desenvolver ou otimizar novos produtos e serviços, licenciar propriedade intelectual e patrocinar pesquisas e estudos clínicos.

Os participantes realizarão isso por meio de planos de desenvolvimento individualizados, um currículo de empreendedorismo do MedTech Accelerator, orientação de ideias e interações com clientes dentro do ecossistema de assistência médica.

A Cínica Mayo tem um histórico de aceleração de operação e programas de incubadora em seus campi. A ASU foi pioneira em vários programas de aceleração. O programa acelerador será concluído dentro de seis a 12 meses, com incentivos oferecidos aos participantes para permanecer e trabalhar no Arizona (EUA).