News

Hospital Alemão Oswaldo Cruz e FIAP divulgam projetos de parceria

Incorporar a inovação e a tecnologia à área da saúde é uma tendência mundial que ainda se fortalece no Brasil. Com o objetivo de ampliar o conhecimento e aperfeiçoar novas soluções no setor, desde 2016, a Faculdade de Educação em Ciências da Saúde (FECS) e o Instituto de Educação e Ciências em Saúde (IECS) do Hospital Alemão Oswaldo Cruz são parceiros da FIAP, centro de excelência de formação nas áreas de computação e engenharia.

A FECS e o IECS atuam como mentores em projetos desenvolvidos conjuntamente com alunos dos cursos de Engenharia Mecatrônica e Engenharia da Computação para a área da saúde. As entidades montaram a Estação de Inovação Tecnológica na Hospitalar 2017 para apresentar alguns dos projetos realizados..

De acordo com o superintendente de Educação e Ciências do Hospital, Prof. Dr. Jefferson Gomes Fernandes, o espaço mostrou ao grande público da Feira a importância das soluções tecnológicas aplicadas na medicina. “O advento da tecnologia aliada à saúde é uma questão de necessidade para cuidados aos pacientes e no apoio aos médicos e profissionais da saúde. Da mesma forma, é fundamental no auxílio ao gerenciamento dos processos hospitalares”, explica o superintendente. “O Brasil tem tido bons avanços nessa área, mas ainda pode ir mais longe. Com essa parceria com a FIAP e esse espaço de inovação durante a feira, vamos poder mostrar exemplos, para diversos profissionais e instituições da área da saúde, como essas modernas e cada vez mais baratas tecnologias podem ser utilizadas em prol da saúde”, complementa.

Os alunos da FIAP levam para a feira robôs desenvolvidos pelos alunos do 4º ano de Engenharia da Computação para o Festival Next da instituição. Form expostos projetos como o “Mind Power” que utiliza o “NeuroSky”, gadget que faz a leitura de ondas cerebrais para o controle de dispositivos motores, como exoesqueletos, por exemplo, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida de pessoas com limitações de movimentos. O estande ainda contou com a corrida de neuroskate, também guiados por ondas cerebrais e óculos de realidade aumentada (Oculus Rift) com aplicação na medicina.

Também foram apresentados projetos de impressão 3D aplicados à medicina, que ajuda médicos, por exemplo, a planejar e estudar procedimentos. O neurocirurgião do Hospital, Dr. Joel Teixeira, apresentará impressões 3D de casos reais, como o de uma hérnia de disco, antes e depois de uma cirurgia endoscópica. As estruturas dos vírus da dengue, zika, gripe e HPV também serão representados por meio de impressões tridimensionais.

No estande também foram mostradas inovações apresentadas pelas empresas parceiras TechCD (especializada em soluções de tecnologia), junto com os projetos em impressões 3D, e Intensicare (especialista em gerenciamento de Unidades de Terapia Intensiva no Brasil), que exibe seu robô de telemedicina utilizado nas UTIs e o Saúdemobi, aplicativo de monitoramento populacional através de tecnologia mobile.

Sobre o Autor

Redação

Adicionar Comentário

Clique aqui para fazer um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *