News

Orizon melhora seu processamento de extração de dados em 10 vezes

A Orizon, empresa que conecta 1 a cada 4 beneficiários de planos de saúde à médicos, hospitais, laboratórios e demais redes do setor, contabiliza mais de 13 milhões de pacientes, 140 mil prestadores de serviço e 11 mil farmácias, somando 150 milhões de transações anuais, como autorizações e/ou bloqueios de exames, procedimentos, pagamentos e afins.

Processar tantas informações exige competência e responsabilidade. Foi justamente para acelerar e modernizar seus processos ETL (extract, transform e load), que a Orizon contratou a Inmetrics. Com isso, o processo de extração de informações das bases de dados de clientes, a transformação dessas informações para leitura, o processamento na Orizon e o carregamento da resposta para o prestador de serviço ficou ainda mais ágil.

“Contratamos a Inmetrics para aprimorar nossos processos ETL, acelerando a troca de informações entre diferentes sistemas. No meio do caminho, percebemos que uma mudança de plataforma tornaria todo o sistema mais eficiente e iniciamos a migração da tecnologia própria que empregávamos para a Talend, uma solução de mercado bastante reconhecida por empresas e especialistas de TI”, comenta Luiz Alberto Ortiz, CIO da Orizon. “Com a mudança, conseguimos tornar nossos processos de ETL 10 vezes mais eficientes”, comemora.

“Sabíamos que podíamos entregar mais com o uso de técnicas mais ágeis. Os ganhos são crescentes”, comemora Adilson Ferreira, especialista da Inmetrics. Ele explica que aplicando soluções open source (Java, SQL, Cucumber) o tempo de entrega de processamentos caiu de dois meses para 4 dias. Isso significa, por exemplo, que em caso de novas regras da ANS para utilização de procedimentos ou ampliações desse mesmo rol, o sistema estará apto a operar em um tempo muito menor, garantindo a agilidade no atendimento de milhões de pessoas.

Patrocínio Gold

Patrocínio Silver

Patrocínio Bronze

 

Patrocínio WIFI

Apoio

Parceiro de Mídia

Parceiros Institucionais

Realização