News

Pesquisadores da Universidade de Tel Aviv imprimem coração 3D

As doenças cardíacas ainda são a principal causa de morte no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em muitos casos o transplante cardíaco é a única solução, porém a espera para conseguir um órgão é muitas vezes fatal.

Pensando nisso, uma equipe de pesquisadores da Universidade de Tel Aviv anunciou esta semana que criaram o primeiro coração 3D utilizando uma bio-impressora. O órgão possui células, vasos sanguíneos, ventrículos e átrios feitos com células do próprio paciente. Os pesquisadores usaram células do tecido adiposo, fizeram com que essas células se transformassem em células tronco adultas e posteriormente que elas se diferenciassem em células cardíacas. O procedimento para “impressão” levou cerca de três horas para finalizar e possui o tamanho de 2,5 centímetros, aproximadamente as dimensões de um coração de coelho.

De acordo com o cardiologista Diego Garcia, a novidade, que foi publicada na revista Advanced Science, animou toda a comunidade científica porque se trata de um passo inicial para que futuramente você possa ter corações para serem utilizados em pacientes com necessidade de transplante cardíaco, sem ter que depender da doação do órgão e também não correr o risco de rejeição, já que as células utilizadas para todo esse processo são do próprio paciente.

Embora o coração humano 3D represente um grande avanço, ainda não está claro como seriam feitos corações humanos e são necessárias mais pesquisas na área. “O modelo precisa ainda ser melhor desenvolvido e posteriormente ser testado em animais antes da aplicação em humanos, mas já podemos vislumbrar um futuro promissor nessa área”, finaliza Diego.