News

Pesquisadores usam inteligência artificial para criar cadeira de rodas comandada por movimento ocular

A Microsoft Brasil criou uma tecnologia para melhorar a locomoção de quem usa cadeira de rodas. A equipe de Engenharia e Inovação da companhia está usando inteligência artificial para deixar a cadeira de rodas autônoma.

A iniciativa é inspirada em um projeto original concebido pelo Microsoft AI and Research, em 2014, durante uma maratona de programação interna para ajudar Steve Gleason, ex-jogador da NFL, a superar restrições de mobilidade impostas pela esclerose lateral amiotrófica.

Os pesquisadores mapearam o padrão de movimento ocular para que ele funcionasse como um ponteiro de mouse, capaz de controlar a cadeira livremente e em qualquer direção. Esse projeto originou o recurso Eye Control, presente no Windows 10, que rastreia os movimentos oculares para substituir o uso do mouse e do teclado.

A equipe brasileira, por sua vez, se inspirou no sistema para explorar suas possibilidades de avanços e inovação, e adicionou um novo recurso ao projeto. A função Macro de Movimento permite que o próprio cadeirante registre uma sequência de comandos oculares e salve esse material para que ele possa ser reproduzido posteriormente.

Isso significa que trajetos rotineiros, como ir da sala para o quarto, sejam automatizados e possam ser realizados com um único atalho.

Patrocínio Silver

Parceiros Institucionais

Realização