News

Philips divulga ferramenta de apoio para planejamento da gestão de saúde na atenção primária nos municípios

Na 33ª edição do COSEMS/SP- Congresso de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo, de 27 a 29 de março na cidade de Águas de Lindóia (SP), a Philips apresentará o sistema de gestão em saúde Tasy para atenção primária.

Com o evelhecimento da população e o aumento de doenças crônicas, os municípios precisam gerenciar gastos e estruturar de forma cada vez mais automatizada a atenção básica da saúde. Melhorar a acessibilidade considerando peculiaridades de cada pessoa e de sua família e coordenar o cuidado com foco na continuidade são diferenciais que possibilitam investimentos cada vez mais voltados à promoção da saúde. Com os dados em um único sistema é possível compartilhar informações, evitando repetição desnecessária de exames; reduzir o tempo de espera pelo atendimento e promover a redução significativa de pacientes buscando atendimento nas UPAS ou hospitais públicos.

“Ao desenvolvermos soluções que permitam aos profissionais de saúde estenderem o cuidado às pessoas para “além das paredes do hospital”, colocamos o paciente no centro da atenção, promovendo um cuidado contínuo através dos níveis de atenção primária, secundária e terciária”, afirma Letícia Baltazar, diretora Comercial do sistema Tasy no Brasil.

O Tasy possibilita o gerenciamento da assistência integral à saúde, possibilita o registro de vasta gama de informações, bem como o registro da identificação dos riscos relacionados à saúde da população, permitindo que médicos, enfermeiras e membros das equipes multidisciplinares permaneçam focados em realizar o que realmente importa: cuidar das pessoas.

O sistema de gestão auxilia no controle de custos desnecessários, disponibilizando informações estruturadas para serviços de prevenção, controle de doenças crônicas e a disponibilidade de dados em uma única base de dados do município, a qual pode ser compartilhada com toda a Rede de Atenção à Saúde.

A solução apresenta harmonização de informações: o profissional de assistência utiliza a mesma experiência do software no hospital e no posto de saúde, sendo que a atenção primária conta com telas simplificadas e direcionadas ao processo do usuário.

Este atendimento e acesso às informações em diferentes níveis de cuidado também tem o respaldo de privacidade e confidencialidade de dados conforme normas globais e nacionais. Não importa mais onde o paciente esteja sendo atendido, as informações estão sempre à disposição, permitindo uma melhor tomada de decisão e evitando que procedimentos e exames sejam repetidos sem necessidade.