Blog News

A Saúde 4.0 não virá apenas da transformação digital, mas também da social!

O tema da Saúde Digital está intimamente relacionado com a visão do processo da Revolução 4.0 que estamos vivenciando. Esta revolução acontece após três processos históricos transformadores. A primeira marcou o ritmo da produção manual à mecanizada, entre 1760 e 1830. A segunda, por volta de 1850, trouxe a eletricidade e permitiu a manufatura em massa. E a terceira aconteceu em meados do século 20, com a chegada da eletrônica, da tecnologia da informação e das telecomunicações.

“A quarta revolução industrial não é definida por um conjunto de tecnologias emergentes em si mesmas, mas a transição em direção a novos sistemas que foram construídos sobre a infraestrutura da revolução digital (anterior)”, diz Schwab, diretor executivo do Fórum Econômico Mundial e um dos principais entusiastas da “revolução”.

Mas, cada uma dessas revoluções trouxe mais do que apenas uma mudança tecnológica em si – elas mudaram o modo como a sociedade passou a viver e a se relacionar.

Porém, se olharmos um pouco antes na história, há um personagem que impacta a todas a estas fases da Revolução Industrial e que também impactará a Saúde 4.0. Ele se chama Johannes Gutenberg!

Gutenberg (nascido em 1398) foi o segundo no mundo a usar a impressão por tipos móveis (isso mesmo, o segundo, após o chinês Bi Sheng no ano de 1040) e o inventor global da prensa móvel por volta de 1439. Entre suas muitas contribuições para a impressão estão: a invenção de um processo de produção em massa de tipo móvel, a utilização de tinta a base de óleo e ainda a utilização de uma prensa de madeira similar à prensa de parafuso agrícola do período. Sua invenção verdadeiramente memorável foi a combinação desses elementos em um sistema prático que permitiu a produção em massa de livros impressos e que era economicamente rentável para gráficas e leitores.

Bem, essa é a história que conhecemos, certo? Mas o que Gutenberg também fez foi revolucionar a sociedade que passou a ter acesso a informação mediante livros mais baratos. Agora era possível ter livros e acesso a cultura, informação – enfim, Conhecimento! De certo modo, Gutenberg é o ancestral dos nossos e-books!

Mas porque citamos Gutenberg como relacionado ao tema da Saúde 4.0?

O que ele fez com a revolução da impressão teve um profundo impacto na sociedade, como ela se apoderou do conhecimento até então confinado aos poucos que tinham acesso aos livros, quer por causa do preço ou por terem acesso a instrução nas limitadas escolas voltadas para a classe dominante.

Na Saúde 4.0, sabemos que ela replicará em grande parte os princípios da Indústria 4.0, ao incorporar a digitalização dos dados clínicos, médicos, laboratoriais e implementando uma mecanização de vários processos manuais hoje utilizados nos ambientes hospitalares e de Saúde em geral. Mas, o que poucos tem falado é que esta revolução não conseguirá mais reter suas transformações digitais dentro do ambiente da Saúde tradicional (hospitais, clínicas, laboratórios, classe médica, etc).

A Saúde 4.0 agrega no processo de transformação a própria sociedade, antes vista apenas como o cliente ou “paciente”. Estes agora ganham “vida”!

Através de dispositivos móveis (smartphones), wearables (dispositivos vestíveis), aplicativos de saúde (Health Apps) para quase todas as necessidades e a Internet das Coisas (IoT), a transformação social da Saúde Digital toma uma outra forma e velocidade, que está diretamente impactando os modelos tradicionais da Saúde!

A Saúde 4.0 não tem mais nada a ver com tratar doenças – ela foca na Prevenção e Bem-Estar! Esta é a verdadeira revolução!

Já escrevi em outros artigos sobre alguns destes assuntos ligados aos smartphones, wearables, Health Apps e IoT. Mas vale a penas explorar esta nova face da revolução digital na Saúde, o empoderamento de cada pessoa na condução de seu Bem-Estar através da tecnologia! Voltaremos a falar disto em futuros artigos.

Se gostou deste Post, compartilhe, comente, dê sugestões.

No próximo Post traremos um novo tema relacionado a aonde a Saúde Digital nos levará?

Abraços a todos!

Guilherme Rabello, Gerência Comercial e Inteligência de Mercado da InovaInCor – InCor / Fundação Zerbini.

Sobre o Autor

Colaboradores

Adicionar Comentário

Clique aqui para fazer um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *