News

Siemens Healthineers investe em estratégia de longo prazo

A Siemens Healthineers, que neste mês está completando um ano de criação da empresa está em andamento de um processo de digitalização de todo seu ecossistema, dentro da perspectiva da sua transformação digital.

A estratégia chamada Siemens Vision 2020 visa reposicionar a empresa para enfrentar as constantes mudanças macroeconômica e geopolítica, otimizando as divisões e focando na inovação, um plano de longo prazo para alienar o negócio ou derivar uma empresa de saúde autônoma. No começo do mês, durante a divulgação dos resultados do grupo Siemens, foi aventada a hipótese da fusão da empresa com outro grande grupo do setor.

A empresa, que esteve presente na 47ª Jornada Paulista de Radiologia, que terminou neste domingo, 7, em São Paulo, aproveitou para a oportunidade para mostrar essa estratégia aos clientes, além do lançamento de diversos produtos e tomografia, mamografia, radiografia, ultrassonografia.

Gelson Campanatti Junior, especialista de desenvolvimento de negócios de Digital Health Services, explica que dentro dessa estratégia de inovação está a aliança com a IBM Watson para atuar no mercado de Gestão de Saúde da População (PHM – Population Health Management ), que visa ajudar hospitais, operadoras de saúde, redes integradas de serviços e outros prestadores de cuidados de saúde a proporcionar valor para os pacientes com doenças complexas, crônicas e custosas, tais como doenças cardíacas e câncer.

A empresa também anunciou em 19 de abril passado a aquisição da Medicalis Corporation, com sede em São Francisco e Kitchener, Ontário, Canadá. Ela é um fornecedor líder de Soluções de Suporte a Decisão Clínica (CDS) no ponto de entrada de pedidos, gerenciamento de fluxo de trabalho de imagem (IW) e gerenciamento de referências (RM). Ao incorporar essas ofertas em sua carteira de PHM, a Siemens Healthineers permitirá que os provedores de serviços de saúde estabeleçam uma ponte efetiva entre o PHM no nível do sistema de saúde e no nível departamental.

Tecnologia

Na área de TI a empresa apresentou na JPR o teamplay e o LifeNet. O primeiro é uma plataforma que possibilita a análise da performance dos equipamentos, bem como emissão de dose, armazenando todas as informações na nuvem. Com estes dados, é possível realizar análises de produtividade, mensurar volume e tempo médio entre exames e efetividade por turnos de trabalho e ainda padronizar os protocolos de atendimento.

Já o LifeNet, é um portal na web em português totalmente interativo, que permite aos clientes gerenciarem a performance e a manutenção do seu sistema e equipamentos de forma simples e rápida. Com apenas um clique, é possível abrir e acompanhar chamados, consultar atividades programadas, verificar treinamentos agendados, acessar dados de contrato e outras funcionalidades.

“Campanatti explica que essas tecnologias estão sendo usadas como parte de um Ecosistema e futuras ofertas na era da digitalização. Como exemplo, a Siemens apresentou o VOC – Virtual Operations Center que é um projeto dedicado à conectar modalidades de imagem distribuídas e que garantem uma execução de digitalização de alta qualidade e redução de custos, alavancando os especialistas em localizações centrais. Um exemplo é contrato com a rede de Imagens e laboratórios de diagnósticos Alliar, que tem atualmente 60 Ressonâncias Magnéticas Siemens gerenciadas à distância.”