News

Startup utiliza inteligência artificial para controle do diabetes

A startup GlucoGear criou uma solução inteligente para o controle do diabetes. Utilizando inteligência artificial, o aplicativo conseguirá prever a curva glicêmica futura de cada usuário e alertar para possíveis eventos de hipo ou hiperglicemia, bem como recomendar ações preventivas. Com sede na capital paulista, a empresa está sendo acelerada pelo Sevna Startups, em Ribeirão Preto (SP). O planejamento é que o app esteja disponível ao público em 2019.

A predição da curva glicêmica utiliza quatro principais pilares de dados: histórico de glicemia, insulina injetada, alimentação e atividade física. “Com base nessas informações, o aplicativo ajudará a reduzir a variabilidade glicêmica dos pacientes, melhorando a qualidade de vida, os resultados clínicos e reduzindo custos associados à doença como internações e procedimentos”, explica Yuri Matsumoto, fundador e CEO da GlucoGear.

Segundo a professora da FMRP-USP e responsável pelo Ambulatório de Diabetes do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, a endocrinologista Maria Cristina Foss de Freitas, o portador de Diabetes Mellitus tem que conviver com uma rotina de cuidados e decisões constantes para garantir o bom controle metabólico.

“Além disso, ele precisa prevenir extremos de glicemia sem ter certeza se isso vai acontecer e em que intensidade. Um aplicativo que pudesse prever com boa acurácia quanto vai estar a glicemia no futuro, estaria ajudando a evitar as complicações e facilitando o gerenciamento da doença. Tudo isso com certeza deve resultar em melhora na qualidade de vida dessas pessoas e seus familiares”, afirma a médica.

O professor de educação física, Emerson Bisan, 44 anos, teve o diagnóstico de diabetes tipo 1 em 1995 e há um ano é um beta-tester da GlucoGear. “O diabetes é uma questão de aprendizagem através do autoconhecimento e de muita informação e o aplicativo nos mostra exatamente como responde o comportamento glicêmico a cada tipo de alimento e exercício físico. Esse aprendizado nos ajuda a prever algumas situações, evitando a variação da glicemia”, conta.

Os idealizadores da GlucoGear também pretendem integrar a plataforma com sensores de glicemia e smartwatches, além de criar um portal de acesso para profissionais e pacientes com relatório médico pronto para análise em consulta, facilitando e agilizando o tempo de atendimento do médico.

“Pretendemos disponibilizar o aplicativo e portal no final de 2019 e partir para uma nova fase de validação científica, via estudo clínico de avaliação de eficácia e segurança, bem como uma avaliação de economia em saúde que a plataforma pode gerar. Para cumprir tal meta, em 2019, iniciaremos uma nova rodada de captação de investimento para financiar os novos desenvolvimentos e objetivos”, diz Yuri.

Em maio deste ano, a GlucoGear foi uma das startups semifinalistas na competição global Diabetes Innovation Challenge, realizada em Boston, Estados Unidos.

Buscando um aporte de investimento e crescimento, a startup ingressou, em outubro, no sexto ciclo de aceleração do Sevna. “Além de poder contar com a infraestrutura do Supera Parque, o fato de o Sevna estar localizado em Ribeirão Preto também colaborou com a nossa escolha, já que estamos conduzindo um estudo clínico em parceria com o Hospital das Clínicas”, comenta o CEO.

Sevna Startups

O Sevna Startups é o programa de aceleração de startups mantido pelo Instituto Sevna, com sede no Supera Parque de Inovação e Tecnologia de Ribeirão Preto (SP), e é a primeira do Brasil a fazer parte da GAN (Global Accelerator Network). A aceleradora iniciou sua operação em 2015, promoveu cinco ciclos de aceleração completos e iniciou o sexto programa dia 8 de outubro. O Sevna reúne atualmente um portfólio de 27 startups, cujo valor está estimado em R$ 56 milhões.

Patrocínio Gold

Patrocínio Silver

Patrocínio Bronze

 

Patrocínio WIFI

Apoio

Parceiro de Mídia

Parceiros Institucionais

Realização