News

Tecnologia ajuda pacientes a conviver com dor crônica

Segundo os dados da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED), 92% da população sente dor pelo menos uma vez na vida. Mas, você sabia que nem todo o incômodo é igual? Quando ele é persistente – sentido por um período maior do que três meses – é classificado como dor crônica. A SBED indica ainda que ela acomete cerca de 37% da população brasileira, isso significa que a cada dez pessoas, quatro convivem com o problema.

Em muitos desses casos o incômodo crônico impede o paciente de realizar tarefas cotidianas como caminhar ou ter uma noite completa de sono. E é fundamental reforçar que sentir dor não é normal, e é necessário identificar os motivos dela estar ocorrendo e procurar orientação médica, principalmente, em casos crônicos.

Com o objetivo de atenuar a realidade da dor crônica, a Medtronic oferece a Plataforma Intellis, sistema de neuroestimulação implantável indicado para a estimulação medular (SCS) no ciclo de tratamento da dor crônica do tronco e/ou membros – incluindo dor unilateral ou bilateral.

Como funciona

Na prática, o indivíduo tem um eletrodo estimulador implantado no espaço epidural na coluna. O aparelho transmite impulsos elétricos pré-programados sobre as fibras posteriores da medula gerando uma corrente elétrica para “cobrir” a sensação de dor. Toda a rotina e o progresso do tratamento é acompanhado pelo médico que recebe as informações e relatórios em um tablet e pode diagnosticar, com precisão, o nível da dor, sua evolução e o estado clínico do paciente.

A Plataforma Intellis também conta com a tecnologia AdaptiveStim que ajusta a dose de estimulação automaticamente a partir da leitura das diferentes posições corporais do paciente. Além disso, a nova versão traz ainda uma bateria útil de nove anos e a melhora na velocidade de carga podendo ser inteiramente recarregado em uma hora.

“A Medtronic está mudando e aprimorando o modo como tratamos o combate à dor. O Neuroestimulador implantável da Plataforma Intellis, aliado aos demais dispositivos, devolve para o paciente a qualidade de vida e a independência. Ela é excelência de tratamento e a saúde transformada por meio da tecnologia”, afirma Fernanda Grion, líder da unidade de negócios Neuromodulação da Medtronic no Brasil.