News

App Calm chega ao Brasil com conteúdo em português

O Calm, aplicativo para dormir, meditar e relaxar, anuncia o lançamento de sua versão em português para o Brasil. Para ajudar a enfrentar alguns dos maiores desafios de saúde mental da atualidade como estresse, ansiedade, insônia e depressão, a marca cria conteúdos com áudios exclusivos para fortalecer a aptidão mental.

“Trazer o aplicativo para o Brasil em português nos faz acreditar que cumpriremos a nossa missão, que é tornar o mundo mais feliz e mais saudável”, diz Mavis Brefo, Diretora de Expansão Global da marca, que já conquistou mais de 500 mil downloads no país mesmo em outros idiomas. “Estimular um bom sono e a prática de meditação é fundamental para apoiar os usuários brasileiros em um país considerado o mais ansioso do mundo”, completa.

Considerando a nova versão, Calm está disponível em 6 línguas e 190 países. A biblioteca em Português inclui aulas de meditação, músicas e histórias para dormir (contos de ninar para adultos e crianças), paisagens sonoras, cenas da natureza e temporizadores de meditação. O recurso mais popular de Calm é a meditação de 10 minutos, chamada ‘Daily Calm’, que explora um novo conceito inspirador a cada dia.

Calm Premium

Na versão paga, que custa menos de R$17 por mês, os usuários encontram uma biblioteca completa de músicas, com faixas para relaxamento, sono e foco. Além disso, assinantes de Calm Premium têm acesso a:

Uma nova meditação Daily Calm diariamente;

Uma seleção das 10 melhores histórias para dormir, amadas pelos usuários globalmente, adaptadas para o Brasil;

7 Programas de meditação guiada, cobrindo tópicos sobre sono, ansiedade, estresse, gratidão, felicidade, foco e muito mais.

Calm foi fundada em 2012 pelos britânicos Alex Tew e Michael Smith e atualmente conta com mais de 60 milhões de downloads e dois milhões de usuários pagos. Disponível gratuitamente para Android e iOS, o aplicativo estima 75 mil downloads diários ao redor do mundo. Com rápido crescimento, a companhia quadruplicou a receita em 2018 e hoje é avaliada em mais de US$ 1 bilhão – tudo isso com 75 funcionários.