News

Ericsson e TIM apresentam teste de 5G aplicado a telemedicina esportiva

A Ericsson e TIM apresentam durante o Futurecom 2019, de 29 a 31 de outubro, um teste rodando em 5G aplicado em telemedicina esportiva.  A demonstração, que vai permitir avaliar os avanços da tecnologia na área da saúde, consiste em atendimento médico baseado em imagem com luva tátil controlada remotamente via 5G.

O objetivo é demonstrar o efeito do 5G em ultrassonografias realizadas em regiões do corpo bastante afetadas em atletas, como joelho, tornozelo e ombros. Um assistente atua in loco com os atletas, usando a luva tátil, enquanto o médico fará o diagnóstico à distância.

A baixa latência trazida pelo 5G permitirá ter diagnósticos imediatos e resultados mais rápidos de exames que dependem da comunicação e conexão entre aparelhos (IoT), como aqueles que dependem de imagens em alta definição para definir diagnósticos. Sendo o ultrassom um exame muito delicado e sensível, o tempo de resposta em níveis baixíssimos permite que dois locais se integrem quase que simultaneamente, viabilizando que o médico especialista no consultório use um joystick para orientar o paramédico no local remoto (ambulância, por exemplo) através de uma luva com sensores. Esta luva recebe as sensações provenientes do joystick do médico e permite que o paramédico posicione perfeitamente o transdutor do ultrassom no paciente a ser examinado.

Para a demonstração do Futurecom, utilizou um servidor virtual Evolved Packed Core (vEPC) da Ericsson, além da cobertura fornecida pelos rádios 5G em frequência 3.5GHz.

A indústria da Saúde será uma das mais beneficiadas com as facilidades que o 5G leva para a vida das pessoas. Será possível aproximar pacientes em regiões distantes dos grandes centros, como Rio de Janeiro e São Paulo, a profissionais de saúde, que podem, em tempo real, avaliar o tratamento, condições, reações a medicamentos e todos os pontos relevantes de uma consulta médica.