News

Estudo indica que recursos digitais na saúde ainda não atendem expectativas do consumidor

Um novo relatório da Accenture descobriu que, à medida que o digital se torna cada vez mais crítico em todos os aspectos relacionados aos cuidados com a saúde, as organizações do setor precisam dominar um novo conjunto de tecnologias emergentes para oferecer um atendimento conveniente e eficaz.

De acordo com o estudo Digital Health Technology Vision da Accenture, 94% dos 221 executivos da área de Saúde entrevistados afirmaram acreditar que as tecnologias emergentes aceleraram o ritmo da inovação nos últimos três anos.

No entanto, embora os investimentos em tecnologia tenham progredido, as organizações de saúde devem fazer mais para atender às expectativas crescentes dos consumidores e funcionários quanto a quando, onde e como eles recebem atendimento.

Por exemplo, 77% dos executivos de saúde acreditam que seus funcionários estão hoje mais maduros digitalmente do que sua companhia, resultando em uma força de trabalho “aguardando” que a organização os acompanhe.

O estudo argumenta que uma combinação de tecnologias emergentes conhecidas como “DARQ” – registro Distribuído, inteligência Artificial, Realidade estendida e computação Quântica – vai provocar uma mudança radical nos fundamentos digitais da área de saúde.

Um total de 68% dos executivos acredita que as tecnologias DARQ terão um impacto transformador ou extenso em suas organizações nos próximos três anos, e 89% estão atualmente experimentando pelo menos uma tecnologia DARQ.

O relatório Digital Health Technology Vision é derivado do mais recente estudo anual de tecnologia da Accenture, o Technology Vision, que prevê as principais tendências no setor de tecnologia que irão definir os rumos das empresas nos próximos três anos.

Entre os resultados dos executivos de saúde:

  • Considerando as quatro tecnologias DARQ, 41% acreditam que a Inteligência Artificial terá o maior impacto em sua organização no curto prazo.
  • 38% das organizações de saúde já adotaram a Realidade Estendida em uma ou mais unidades de negócios, criando formas imersivas para clínicos e consumidores experimentarem e se envolverem com o mundo ao seu redor.
  • 87% dos executivos da área de saúde concordam que a integração da personalização com a entrega em tempo real é a próxima grande onda de vantagem competitiva.
  • 82% concordam que o 5G revolucionará a saúde ao permitir novas maneiras de fornecer produtos e serviços.
  • 68% concordam que, nos próximos três anos, todos os funcionários de suas organizações terão acesso a uma equipe de bots para realizar seu trabalho.