News

Estudo mostra esforços das empresas em construir uma cultura de bem-estar no trabalho

De acordo com o 9º Estudo Anual de Bem-Estar no Trabalho, realizado pela Optum, dos Estados Unidos e o National Business Group on Health (NBGH), os empregadores com a cultura de saúde e bem-estar estabelecida conseguem aumentar a produtividade, ter mais saúde no trabalho e fidelizar seus colaboradores. A pesquisa mostra que 79% dizem ter estratégias voltadas à saúde física e 67% voltadas à saúde mental.

As principais mudanças são a adoção de alimentos mais saudáveis nas máquinas de alimentos e bebidas, academia no local de trabalho, programas de ergonomia e mesas para trabalho em pé.

Os empregadores também têm feito movimentos intencionais para garantir que os benefícios de seus colaboradores se mantenham alinhados com as principais tendências do setor saúde:

  • Investir em estratégias que criam valor de saúde para ambos, colaboradores e empregadores.
  • Modificar seu mix de benefícios/programas.
  • Focar na saúde da mulher.
  • Repensar o propósito dos programas de saúde e bem-estar para melhor atender às necessidades da força de trabalho moderna.