News

Gastos e investimentos de TI em saúde estão abaixo da média de mercado

O GVcia – Centro de Tecnologia de Informação Aplicada da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV/EAESP), divulgou a pesquisa sobre o uso de tecnologia de informação nas empresas, um amplo retrato do mercado de envolvendo 8 mil grandes e médias empresas.

Ela incluiu, pela primeira vez, a comparação de média de mercado em relação ao segmento hospitalar representado pelos afiliados da Anahp – Associação Nacional de Hospitais Privados, que reúne cerca de 80 instituições de médio e grande porte.     

grafico_saude_fgv

A pesquisa mostrou que em 2015, os hospitais da Anahp investiram 3,8% contra 6% do setor de saúde em geral, números abaixo dos 7,6% das médias de outros setores do mercado, que envolvem indústria, comércio e serviços.

Segundo dados de 2010 da própria Anahp e da Organização Mundial d Saúde, o Brasil é 8º maior país no ranking mundial da saúde, em relação do PIB. Naquele ano, os hospitais privados em geral gastaram 4,9% e os públicos 4,1% de um PIB total de US$ 4,4 trilhões.

Segundo o estudo, em março de 2013, o Brasil tinha 245.413 estabelecimentos de serviços de saúde, sendo 63.433 privados; 2.8787 privados sem fins lucraitos e 179.102 com fins lucrativos.

Segundo o professor Fernando S. Meirelles, coordenador da pesquisa, esse segmento deverá ser e analisado com mais profundidade nas próximas pesquisas anuais.