News

Plataforma facilita aluguel de salas para recém-formados no setor da saúde

Mais de 1,2 milhão de estudantes concluíram o ensino superior no Brasil em 2018, segundo o Inep. Entre as carreiras mais procuradas estão Medicina e Psicologia, por exemplo. Essa procura se deve ao crescimento acelerado do mercado de saúde que atualmente emprega cerca de 12 milhões de pessoas, de acordo com o Ministério da Saúde.

A CliniClick percebeu, nesse setor, a carência de uma alternativa para facilitar o processo de sublocação de consultórios, uma das maiores dificuldades desses milhões de recém-formados. Na prática, a plataforma on-line possibilita ao estudante sair da faculdade com acesso a salas prontas para alugar e já começar a exercer sua profissão. Isso sem a necessidade de fiador, depósito ou seguro e a possibilidade de sublocar por dia e período, ou seja, terça de manhã, por exemplo. “Quando começa a trabalhar o profissional ainda está construindo a sua carteira de pacientes. Então, ele pode fazer o aluguel do consultório somente por um ou dois períodos na semana e aumentar gradativamente conforme for evoluindo na profissão.” explica Rafael Valente, CEO e um dos sócios-fundadores da CliniClick.

O trabalho da empresa veio para profissionalizar esse mercado, simplificando e dando segurança aos profissionais da saúde, tanto aos que buscam uma sala de atendimento, como aos que têm um espaço parado que, antes, era apenas despesa e agora pode ser rentabilizado. “A assinatura do contrato é digital, com validade jurídica, para agilizar a formalização. Inclusive, já está incluso um seguro de danos para a sala durante o período locado.” reforça o CEO.

A startup surgiu quando um dos fundadores, Joelson Santos, sentiu na própria pele o quanto era complexo e burocrático administrar a sublocação do consultório de sua esposa, Psicóloga. Ele notou que existiam muitas salas ociosas pelo simples fato de os donos das clínicas não terem tempo, conhecimento ou segurança para rentabilizar seus espaços. Ao mesmo tempo, verificou vários profissionais em busca de viabilizar um local adequado para atender seus pacientes. Uniu-se, então, a outros dois colegas para encarar o desafio de buscar uma solução para esse problema, com o objetivo de agregar eficiência ao setor e ampliar as possibilidades para os profissionais. Sempre atentos às inovações, economia compartilhada e dificuldades estruturais no setor da saúde, os empreendedores planejam revolucionar o acesso e compartilhamento de consultórios.