News

Plataformas de saúde oferecerão consultas online para pacientes de Brasil e Portugal

A empresa brasileira Vida Class adquiriu 10% da empresa portuguesa Medlive para garantir a ampliação da área atendida e dos serviços oferecidos pelas duas plataformas de saúde. Enquanto a startup nacional disponibiliza atendimento médico e exames laboratoriais a preços acessíveis, descontos em farmácias, além de produtos de cobertura hospitalar e “taylor made”, a lusitana Medlive, oferece atendimento digital e serviços de telemedicina. Por sua vez, a Medlive adquiriu 2% do capital social da Vida Class e da Vida Class Europa.

Atualmente pacientes brasileiros Vida Class e Medlive já contam com consultas online por médicos portugueses. A proposta agora é a expansão da startup brasileira para Europa e a Medlive quer se aproximar de todo continente sul-americano. As duas juntas esperam em breve estender os atendimentos e oferecer os serviços para a comunidade de língua portuguesa na África.

“É uma sinergia absoluta. Nós cuidamos do que é presencial de forma digital e eles usam a alta tecnologia para resolver o que não tem necessidade de ser presencial”, afirma Vitor Moura, CEO da Vida Class. Pedro Barros, um dos fundadores da Medlive, concorda e complementa que “o Brasil é imprescindível para a empresa, que tem como objetivo atingir todos os países da comunidade de língua portuguesa no Mundo, além da América Latina como um todo”. Neste contexto, ambas as empresas estarão presentes com um stand na Web Summit Lisboa, com início nesta segunda-feira, 4 de novembro.

Um dos destaques, é que através dessa fusão de conhecimentos tecnológicos, será possível conectar equipamentos (como o medidor de diabetes e de pressão) às plataformas via Wi-Fi para monitoramento online de doenças crônicas transformando os serviços em cuidados permanentes para pacientes e proporcionando qualidade de vida sem distinção de classe social. O acordo será assinado em breve no Brasil.