Escolha uma Página

Será entregue nesta terça-feira, 28, a primeira fase da reforma de 95 leitos da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, voltados a atender pacientes do SUS com coronavírus. Financiado por um consórcio formado pela Rede D’Or, Qualicorp e SulAmérica Saúde, o projeto inaugura, neste primeiro momento, em tempo recorde de 13 dias, 30 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Até o dia 16 de maio, será finalizada a segunda fase das obras, com a abertura de 65 leitos de enfermaria.

O investimento é estimado em R﹩ 20 milhões até o fim da pandemia. Os recursos são destinados ao custeio de obras de modernização da infraestrutura da Santa Casa, como trocas de janelas, pisos, hidráulica, revisão da rede de gazes e instalação de sistema de chamada de enfermagem, instalação de ar condicionado, portas, armários, e restauração de camas existentes. Também foram adquiridos equipamentos médico-hospitalares, como monitores e respiradores mecânicos, além de materiais e medicamentos necessários para suportar a operação durante três meses, período mais grave da pandemia da Covid-19.

A iniciativa deixará um legado para a Santa Casa, com a modernização de três andares, além de todos os dispositivos e tecnologias que equipam os leitos, bem como os insumos hospitalares comprados.